Ford Cargo 1.317: eletrônica embarcada no caminhão médio traz economia

a

A linha de caminhões da Ford é bastante ampla: conta com as categorias dos leves, médios 4×2, trucados, traçados, cavalos-mecânicos e, por fim, a linha Transit. Muitos não devem saber, mas caminhões trucados (derivados da palavra “truck”) possuem um terceiro eixo e os traçados são dotados de tração 4×4.

Entre os caminhões médios, o melhor posicionado da Ford no último levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) é o Cargo 1.317. O veículo tem 15,88% de participação em seu segmento na terceira posição, tendo como principais concorrentes os caminhões Volkswagen 13.180 (35,74% – líder), Mercedes Benz 1.318 (25,74% – 2° colocado) e o VW 15.180 (7,50% – 4º colocado).

O Ford Cargo 1.317 é um caminhão indicado para transporte de cargas em curtas distâncias, tanto no meio rural quanto urbano. Tem PBT (Peso Bruto Total, que é o peso do caminhão mais a capacidade de carga do mesmo) de 13 toneladas. Entre as principais aplicações do modelo estão o transporte de combustível líquido, bebidas, gás, carga seca, dentre outras.

A cabine do Ford Cargo 1.317 possui ar-condicionado, banco de motorista com regulagem múltipla, painel traseiro com rede porta-objetos e vidros verdes. O painel de instrumentos é equipado com cruise-control, tacógrafo diário/semanal e sistema de diagnóstico de falha, indicado para o gerenciamento das principais funções do veículo.

O controle eletrônico do acelerador, disponível no caminhão Ford 1.317, dá maior precisão no movimento de aceleração, quando comparado com o sistema de cabo convencional. De acordo com o fabricante, o acelerador eletrônico torna o caminhão mais econômico, já que o sistema determina a quantidade adequada e o momento de injeção de combustível para cada condição de uso. Além disso, o torque fica mais uniforme, com menores níveis de ruído e de emissão de poluentes e menos trocas de marchas.

Outros recursos disponíveis no Ford 1.317 são a Válvula Sensível à Carga (LSV) que, conforme o fabricante, é responsável pela eficiência do freio de serviço em qualquer condição de carregamento do veículo, impedindo, assim, o travamento das rodas. O filtro secador de ar evita o acúmulo de umidade no sistema de freios, mantendo os seus componentes preservados, com aumento de sua vida útil.

O motor do Ford Cargo 1.317 é um Cummins Interact 4.0 de quatro cilindros em linha, com 170 cv de potência (a 2.500 rpm) e 61.3 kgfm de torque (a 1.500 rpm), com o sistema Common Rail, que dispensa o uso de bomba injetora convencional. O sistema, em uso combinado com o acelerador eletrônico, proporciona, segundo a Ford, maior eficiência no controle de injeção de combustível, já que possui um módulo de controle eletrônico (ECM) que monitora as condições do motor, a velocidade do veículo, as exigências de carga e as solicitações do motorista.

No portal Meu Carro Novo – Veículos Pesados, o Ford Cargo 1.317 tem dez ofertas disponíveis até o fechamento desta edição em revendas de Brusque (SC), Curitiba (PR), Diadema (SP), Piracicaba (SP), Ponta Grossa (PR), Ribeirão Preto (SP), Sapucaia do Sul (RS), Sorocaba (SP) e São Paulo (SP)

Fonte : Meu Carro Novo


About these ads

Uma resposta para Ford Cargo 1.317: eletrônica embarcada no caminhão médio traz economia

  1. antonio carlos do nascimento disse:

    sou fã da eletronica em caminhoes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: